Pontos Turísticos de Itaituba


PARQUE NACIONAL DA AMAZÔNIA – Criado em 1974, possui como órgão gestor o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMbio), o Parque fica a 50 kms da cidade, no trecho Itaituba-Jacareacanga. Há predominância da Floresta Tropical Úmida, com grande diversidade de espécies e formas, sendo que as maiores árvores possuem a altura média de 50 metros. O parque é responsável pela proteção de inúmeras nascentes de contribuintes dos rios Tapajós e Amazonas, além de ser habitat de várias espécies ameaçadas de extinção, como a onça pintada, anta e ararajuba, animais avistados com certa frequência no interior da unidade. O Parque Nacional da Amazônia é uma das áreas protegidas mais ricas em espécies de aves do mundo, sendo bastante visitado por observadores de pássaros do mundo todo.

 

PARANÁ-MIRIM – Saindo de Itaituba em direção a Rurópolis, a altura do Km 6, entrando numa estradinha à direita, depois de percorrer pouco mais de 8 km, chegamos a localidade do Paraná-mirim, que entre outras coisas, na época do verão, tem uma praia de encher os olhos. Essa localidade, quando infraestruturada, será um espaço bastante procurado principalmente nos finais de semana, para um “relax”. Na praia, com muito sol, gente bonita e bebida gelada, o tempo parece passar mais depressa. Um evento denominado Ita-Verão, que ocorre anualmente, nos finais das três primeiras semanas de agosto atrai multidão. Ali, além de muitas barracas onde se vende de tudo, acontece também shows com artistas locais e regionais.

 

CAVERNA PARAÍSO – A Caverna do Paraíso está localizada distante 87 km de Itaituba na Rodovia Transamazônica (BR – 230), entre Itaituba e Rurópolis, na Vicinal Transforlândia (município de Aveiro). A caverna é constituída toda de calcário, apresentando mais de 300 metros quadrados de salões e galerias com diversos espeleotemas, tais como: estalactites, estalagmites, cortinas. Rios subterrâneos, formações típicas de cavernas em rochas calcárias, com água límpida e gelada que completam o cenário. Esta é considerada oficialmente como a primeira caverna em calcário catalogada na Amazônia.

 

TABULEIRO MONTE CRISTO – O tabuleiro de Monte Cristo é localizado entre Aveiro e Itaituba – oeste paraense. Numa região de praias e lagos que se estende por vários quilômetros banhados pelo Rio Tapajós. Todos os anos, tracajás, pitus e tartarugas, desovam em uma das mais de 35 praias da área de 6 mil hectares. O espaço de 17 mil metros quadrados é suficiente para contribuir com a redução do risco desses animais desaparecerem da natureza, como vem acontecendo gradativamente nos últimos anos. A reprodução ocorre anualmente de outubro a novembro. Cada animal chega a botar 130 ovos por cova de 45 cm a 1 m de profundidade. Todo processo – desde a punha dos ovos até a eclosão – é acompanhado por fiscais do IBAMA.

 

BARREIRAS e FESTIVAL DE BARREIRAS – Comunidade ribeirinha que tem sua base econômica amparada no extrativismo e pesca artesanal. A cultura é um fator de integração social com ênfase para a história dos peixes Aracu e Piau. O Festival de Barreiras que acontece todos os anos no mês de julho mostra a disputa de cardumes numa festa onde a diversidade é uma ferramenta que une o novo e o tradicional. O evento é reconhecido como um referencial da cultura na região do Tapajós, reproduzindo com rituais, danças e evoluções diversas, os contos e lendas que permeiam o imaginário caboclo. As evoluções retratam a disputa dos peixes Aracu e Piau, que se apresentam no peixódromo, chamando a atenção dos visitantes.

 

ÁGUA DA SONDA-FONTE MONTEIRO LOBATO – As águas sulfurosas de fonte termal, foram identificadas a partir de uma perfuração petrolífera do ano de 1929 na cidade de Itaituba, com 352 m de profundidade. A vazão desse poço é de 9,00m³/h e a sua temperatura é de 38,1 Cº. Apresenta elevado valor dos constituintes dissolvidos, com condutividade elétrica de 2.840 µS/cm, gás sulfídrico, com cheiro característico, sendo uma água com propriedades terapêuticas. Os gases dissolvidos, normalmente o CO2 e o H2S, desprendem-se na superfície devido á diferença de pressão.

 

BIBLIOTECA PÚBLICA MUNICIPAL RUI BARBOSA – Atrativo Cultural – A Biblioteca Pública Municipal, com 2.000 volumes de obras diversas, bem como o cinema, com capacidade para 300 espectadores, constituem os principais meios de conservação e divulgação da cultura itaitubense. A biblioteca municipal tem tido papel fundamental na educação dos alunos que buscam informações através dos livros. A enciclopédia BARSA é uma das coleções mais antigas da biblioteca municipal, fundada há mais de trinta anos.

 

VILA DO PIMENTAL – Comunidade de ribeirinhos onde vivem 760 pessoas. É a comunidade mais antiga do município. Local onde será construída uma das Hidrelétricas do complexo Tapajós. Pimental é onde se encontram as cachoeiras do Tapajós e não em São Luíz como todos conhecem. Atualmente a comunidade está em terrirório do Município de Trairão, mas é de responsabilidade do Município de Itaituba.

 

PRAÇA DO CIDADÃO – A praça do cidadão é um ótimo atrativo turístico, localizada no Bairro de Bom Remédio, a praça trouxe um novo cenário para comunidade local haja vista que os moradores não tinham nenhum espaço para o lazer e diversão da comunidade. Ela tornou se ponto de encontro de amigos, familiares e também local para realização de eventos culturais e religiosos. Possui duas quadras, espaço para apresentações, parquinho para crianças, etc.

 

PRAIA DO AMOR – Na frente da cidade, a Praia do Amor faz na temporada do verão itaitubenses um período de alegria para os banhistas que desfrutam das águas límpidas do rio Tapajós.

 

 

 

PRAIA DO ÍNDIO – Local que abriga uma comunidade indígena munduruku tendo como atrativo, o artesanato tendo como matéria prima, a argila.

Deixe o seu comentário

*

Captcha Captcha Reload